Workshop Management na Indústria Musical

Workshop Management na Indústria Musical
Com Nuno Sampaio
23 Fev | 10h às 18h | 20€

Pretende-se que no final deste workshop os participantes entendam o papel do Manager na Industria Musical e o seu relacionamento com os diversos intervenientes , caso dos Artistas, Agentes e Programadores culturais, Editoras e Publishers, Sponsors e Novos Players.
Começaremos por uma breve análise da história da Industria Musical com um especial enfoque no impacto das novas tecnologias no quadro das organizações e seus intervenientes ; Analisaremos o Mercado nas suas várias vertentes (Eventos Corporativos, Concertos ar livre e Auditórios, Festivais) e o modelo das Co-Produções como alternativa face à crise na Industria e por fim discutiremos a importancia da comunicação e da Internacionalização na gestão das Carreiras.
Pretende-se que este seja um workshop prático e realista face àsituação actual em que a Industria se encontra e idealmente com a participação activa de todos.

Conteúdos

  • A industria da música num contexto de mudança.
  • Impacto das novas tecnologias no quadro das organizações e seus intervenientes.
  • O papel do manager e o seu relacionamento com:
  •   – A) Artistas
    – B) Agentes e Programadores
    – C) Editoras e Publishers
    – D) Novos Players e Sponsors
  • O mercado dos espectáculos em Portugal
  • A importância da internacionalização na gestão de carreiras

Nuno Sampaio
Ingressou o ISCTE, onde, no último ano de licenciatura é convidado a administrar a Empresa União Lisboa, Produções Audiovisuais Lda. Com a formação da União Lisboa II, Agenciamento e Produção de Espectáculo, tem a seu cargo artistas como Madredeus, Resistência, Delfins, entre outros.
Foi ainda responsável por diversas produções de espectáculos como Portugal ao Vivo II, realizado em Sintra, Porto, Coimbra, Loulé e Viseu e por várias produções na EXPO’98;
Abandona o Agenciamento e Produções de Espectáculos e inicia-se na Gestão de Carreiras Artísticas, trabalhando, entre outros, com Lúcia Moniz, Ritual Tejo, Adelaide Ferreira e António Chainho;
Chega a acordo com a administração do grupo, visando a criação da sua própria empresa, continuando a gerir a carreira do artista António Chainho, quer como instrumentista quer no seu projecto com a cantora Marta Dias.
Tendo em vista uma maior dedicação à sua empresa de Management , Ghude , onde para além do artista António Chaínho vem desenvolvendo um novo projecto , MAU , estabelece um acordo de parceria com o Grupo Media Capital como Produtor Independente. Produz em Outubro de 2007 o concerto de carreira de José Cid no Campo Pequeno.
Dentro dessa estratégia , estabelece um acordo com 2 novos artistas para o desenvolvimento das suas carreiras: Viviane e Paulo de Carvalho. Em parceria com a Media Capital assegura a produção da Tour de Teatros “ O Meu Rapaz é Rapariga”, com Camilo de Oliveira como cabeça de cartaz.
É convidado para ministrar o módulo de gestão do Curso Gestão e marketing Musical pela ETIC, com uma duração de 36h distribuidas por 12 aulas de 3h cada.

Anúncios