O BOCEJO

O bocejo

O BOCEJO  – Uma palavra redonda ou o tempo de observar a paisagem
Oficina de Criação do Curso de Artes Performativas do SOU –  2012/2013 | Direcção: Félix Lozano
28 Jun. (Sex.) | 17h | entrada livre | Casa dos Amigos do Minho 

Instalação Performance de Cilene Sendim e Edgar Valente

SINOPSE
Ver a cidade à noite através da janela fez-me sonhar.  Na verdade não era bem uma janela, ou era uma janela redonda e depois era uma janela talvez quadrada.  E havia pontos de luz. Redondos. E entre esses vários e muitos pontos de luz, redondos, havia a escuridão. Uma escuridão que preenche a vasta distância existente entre eles. Contaram-me à pouco que o que existe entre essa distância é o Amor! O Amor é o que preenche a distância entre uns e os outros. Eu senti que essa distância era pequena, mas isso era somente porque eu estava a ver através de uma janela redonda. Porque na verdade eu sei que essa distância, à qual chamam Amor, é infinitamente grande… e vazia.

Criação . Cilene Sendim e Edgar Valente
Direcção . Félix Lozano
Música . Gil Dionísio

M/12

Lotação:  20 pessoas | Reservas: info@sou.pt

Anúncios