AULAS DE DANÇAS ORIENTAIS 2013/2014

dancas_orientais_2014
DANÇAS ORIENTAIS
Seg. e Qua. – 20h às 21h
com Catarina Ribeiro

Mais informações sobre inscrições e preços aqui

Sobre a Dança Oriental
A Dança Oriental é uma arte milenar. Pensa-se que terá origens  no Egipto pré-faraónico, mas a sua manifestação abraça uma área geográfica muito mais vasta, que inclui o Médio Oriente, Norte de África e Índia. Era dançada sobretudo em ritos de fertilidade nas sociedades matriarcais.  Espalhou-se pelo mundo através dos povos árabes  e nómadas, assumindo um carácter mais festivo e absorvendo elementos das culturas que atravessou.
É uma dança feminina por excelência, rigorosa na técnica, mas livre na abordagem, tornando cada corpo num instrumento único da sua expressão criativa.

Sobre as aulas
Nestas aulas trabalharemos a técnica base da Dança Oriental, em particular dos estilos Clássico, Folclórico e Tribal Fusion. A partir daqui, mergulharemos numa viagem de descoberta da expressividade individual e natural de cada corpo, da sua forma única de entender e expressar esta dança.
Estas aulas são dirigidas a todos os corpos, com ou sem experiência anterior em dança.

As aulas terão como foco os seguintes aspectos:
1. TÉCNICA, rigorosa e imprescindível para um trabalho de aprendizagem do vocabulário com solidez e segurança
– ondulações, acentuações, vibrações
– postura, estrutura, respiração
– linhas
– deslocações, peso
– fluidez e movimento orgânico
– movimento articular / movimento muscular
– direcções, níveis
– noção de expansão/ contracção

2. EXPRESSIVIDADE, para uma dança viva
– dinâmicas
– o movimento respirado
– grande/ pequeno
– o pormenor
– ritmo e musicalidade
– dançar com o corpo inteiro

3. COMPOSIÇÃO COREOGRÁFICA
– sequências coreográficas/ coreografia
– exercícios de composição coreográfica
– improvisação

Necessário para as aulas: roupa confortável, que permita amplitude de movimentos; pés descalços, meias ou sapatilhas maleáveis.

foto_catarina
CATARINA RIBEIRO
Tem formação multidisciplinar em Dança, Teatro e Música.
Iniciou em 2000 o estudo da Dança Oriental. Aprendeu com vários professores, nacionais e internacionais, mas foi com Iris Lican e Myriam Szabo (Yumma Mudra) que se formou (numa aprendizagem muito além da técnica!) e trabalhou e que considera determinantes no seu percurso. Tem desenvolvido ao longo dos anos uma linguagem própria dentro da Dança Oriental,  fruto de um trabalho de pesquisa e formação contínua em áreas distintas do trabalho de corpo, da Dança às Artes Marciais.
Paralelamente ao percurso dentro da Dança Oriental, tem mergulhado em linguagens mais contemporâneas (e algo experimentais!), dentro da Dança e da Música, como criadora, intérprete e improvisadora.
Trabalha com crianças na área da Dança Criativa.
Faz  parte do projecto “Tucanas-percussão criativa no feminino” e pratica intensivamente Aikido.
É ilustradora auto-didacta, por paixão!

Anúncios