ACORDEÃO 2015/2016

emanuel

AULAS DE ACORDEÃO
horário por marcação
com Emanuel Soares

Solicitar Ficha de Pré-Reserva para info@sou.pt

Sobre o formador
Emanuel da Conceição Soares nasceu no dia 14 de Março de 1985 em Torres Vedras e passou a sua infância no lugar de Alcareia, freguesia de Santo Quintino do concelho de Sobral de Monte Agraço. Cedo se apercebeu da beleza tímbrica do acordeão. Iniciou os seus estudos musicais aos 9 anos de idade, com o professor Paulo Calvário, na escola de música do Clube Recreativo e Cultural de Sapataria.
Aos 14 anos, deu início à frequência do curso oficial no Instituto de Musica Vitorino Matono e aqui obteve formação em diversas áreas, tais como: formação musical com a professora Marta Garrido; conjuntos vocais e classe de coro com o professor Edgar Saramago; acordeão e classe de conjunto com o professor José António e história da música com a professora Mónica Santos. Tendo concluído, nesta instituição, o 5º grau do curso oficial sob a égide do Conservatório Nacional de Música com 17 valores.
Pela destreza demonstrada no domínio do acordeão, cedo foi convidado a participar em vários festivais de acordeão, ranchos folclóricos e diversos projetos musicais, incluindo a lecionação deste instrumento e de formação musical, tendo-se destacado nos festivais de acordeão em Santiago da Guarda, onde alcançou o 1º lugar em 2004. Em edições anteriores deste mesmo festival, dois dos seus alunos alcançaram, em iniciados, o prémio de honra (4º lugar).
Em 2007, frequentou aulas de aperfeiçoamento na escola Semibreve com o professor José António e realizou diversos workshops de jazz com figuras de mérito reconhecido, nesta área musical, relevando André Cabaço, Claus Nymark, Filipe Melo, Francesco Valente, Guto Lucena e Johannes Krieger.
Desde 2010, integra a banda musical do projeto “Vale”, promovido pela ARTEMREDE, coreografado por Madalena Vitorino e com direção musical de Carlos Bica. Este espetáculo foi apresentado em vários pontos do país, e noutros países europeus, destacando-se o Teatro da Trindade em Lisboa, o Museu de Serralves no Porto e o Theatre Bateau Feu, Dunkerque em França. Pela excelência evidenciada neste espetáculo, a Sociedade Portuguesa de Autores atribui-lhe o 1º lugar de “Melhor Coreografia de 2010”.
Além deste projeto faz parte de agrupamentos musicais de cariz popular, erudito e ainda participou na “Companhia Limitada 1” e “Lis+Bú”, ambos projetos da criação da coreografa Madalena Vitorino e do músico Pedro Salvador.
Licenciou-se em “Música na Comunidade” na Escola Superior de Música de Lisboa e na Escola Superior de Educação de Lisboa, tendo desenvolvido, nestas instituições de ensino superior, diversas áreas musicais com professores de reconhecido mérito quer nacional quer internacional, destacando-se: Sérgio Azevedo, Roberto Perez, Carlos Pereira, Carlos Garcia e Joana Bagulho.

Anúncios