Estratégias para o intérprete contemporâneo

Vânia Rovisco

Estratégias para o intérprete contemporâneo
Workshop por Vânia Rovisco

22 Abr (sáb.) 11h às 14h30 e 23 Abr (dom.) 15h30 às 18h30
SOU

Qual o papel do performer enquanto co-criador? Como é que essa responsabilidade é partilhada no processo de criação? Os nossos corpos são recipientes que transpõem voz, pensamento em movimento no espaço? Sem prática não há interprete.
Acredito que os processos contemporâneos das artes vivas ganham com o diálogo rico entre o olhar de fora (o do diretor) e o olhar de dentro (o do performer / bailarino / actor / etc).

O primeiro dia será dedicado a uma prática intensa de corpo, destinada a estimular e activar os sentidos no espaço e no tempo. O segundo dia terá igualmente uma prática de corpo intensa que transbordará para um exercício de composição e ação.
Dirige-se a quem estiver interessado em experienciar a relação do intérprete com o processo criativo.

Links  blog  | vimeo

INSCRIÇÕES
30€ (até dia 15 Abr.) | 45€ (após dia 15 Abr.)
info@sou.pt

Evento Facebook


VÂNIA ROVISCO

VÂNIA ROVISCO, concluiu o Curso para Intérpretes de Dança Contemporânea do Forum Dança (1998-2000). Trabalhou como intérprete com Meg Stuart/Damaged Goods (2001-2007) em diversas peças e projetos de improvisação. Colaborou com Pierre Colibeuf; Helena Waldman; Gordon Monahan, entre outros. 2004 começou a fazer direção de movimento, com diretores João Brites, Gonçalo Amorim, Gonçalo Waddington/Carla Maciel. Leciona e pontualmente coaching desde de 2003. 2007, tomou a decisão de colocar o corpo no contexto da galeria de arte, concebendo instalações e performances, que tornou-se um alicerce na concepção do seu trabalho, envolve também o vídeo pela captura da plasticidade do corpo e movimento. 2013, estreou o solo The Archaic, Looking Out, The Night Knight. Participou na Feira de Arte Contemporânea mOstra14/17. Encenou para o festival TODOS Silo de carros e estradas giratórias. No mesmo ano iniciou REACTING TO TIME, portugueses na performance, que lida com a transmissão do arquivo vivo da performance em Portugal de finais dos anos 60.

Anúncios